FENACEF realiza reunião com a GESAD para tratar das cobranças do Saúde CAIXA

192

No último dia 18, a vice-presidente da FENACEF, Maria Lúcia Dejavite (Malu), se reuniu com a gerente executiva da GESAD, Semíramis Melo Sá, para tratar de cobranças do Saúde Caixa que geraram descontrole financeiro nas contas dos usuários.

Dentre as questões tratadas estão a cobrança recorrente de mensalidades e coparticipação – a partir de janeiro de 2022, e a cobrança de saldo devedor de valores anteriores a 2022.

Malu explica que “em janeiro de 2022 foi otimizada, no sistema do Saúde CAIXA, uma ‘varredura’ automática dos pagamentos de mensalidades e coparticipações com débitos não efetivados, com o objetivo de regularizar as pendências de cobranças em aberto. Em fevereiro de 2023, essa rotina foi ampliada para buscar valores em aberto, desde janeiro de 2022, para implementação na folha de março deste ano. Com isso, no mês de março de 2023 foi feita a cobrança total do débito, o que provocou descontrole financeiro nas contas dos beneficiários”, relatou a dirigente.

Como proposta para a solução do problema, a GESAD definiu uma limitação nos débitos em conta. Ou seja, a partir de abril deste ano, a cobrança será o somatório entre a mensalidade corrente, a mensalidade atrasada, caso haja, e a coparticipação do mês, com teto de até 10% da Remuneração Base (RB).

A aplicação desta regra será feita de forma automática pelo sistema, até a quitação dos débitos em atraso. “Vale ressaltar que esse fato somente ocorreu com os beneficiários cuja mensalidade e coparticipação são debitadas em conta, uma vez que os débitos em folha seguem os limites da margem consignável”, esclarece Malu.

Cobrança Saldo Devedor do grupo familiar anterior a 2022
A cobrança do saldo devedor do grupo familiar, anterior a 2022, também foi objeto discussão na reunião. Nesse quesito, Malu explica que a cobrança do saldo devedor é realizada por empregado CAIXA, caso a caso, observando os limites de coparticipação vigentes de R$ 2.400,00 ou R$ 3.600,00.

Após essa análise, será encaminhado aos beneficiários um e-mail explicativo juntamente com a planilha demonstrativa detalhada. Ao receber o e-mail, o beneficiário deverá fazer uma análise, entrar em contato com o Saúde Caixa, por meio do Fale Conosco, e solicitar o parcelamento. Após a solicitação, a GESAD avaliará a melhor forma de pagamento para o beneficiário.

Tanto GESAD, quanto FENACEF entendem que a cobrança dos valores devidos são fundamentais para a diminuição do custeio e manutenção e perenidade do plano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here